sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Entrevista do mês - Vera Cunha

Pessoal,
Esta semana fomos conversar com uma pessoa muito calma, de fala mansa e nem vimos o tempo passar. Ela, como todo artesão que conheço, adora uma boa prosa.
Portanto, aqui está a entrevista que fiz com a Vera Lucia Cunha que tem na pintura em tecido com giz de cera,  sua especialidade. Uma técnica que vem se difundido por meio de muitas artesãs, mas ela, como a Rosely Ferraiol com o seu coador de papel reciclado, foi a pioneira.


Vera Cunha
             Vera Cunha e o colorido do giz no tecido

        O contato da Vera com o artesanato se deu quando ela preparava seu enxoval para casar. Fez algumas peças e recém casada, precisou de uma cortina e resolveu fazê-la de canudinho de jornal. "Todos gostavam daquela cortina, mas ela foi uma alternativa barata para separar os espaços do apartamento que eu morava", afirma Vera.
       E o tempo foi passando e ela foi aprendendo outras técnicas como pintura em gesso, trabalhos em papel vegetal. Trabalhou fazendo lembrancinhas diversas e crochê de barbante. Nos idos dos anos 90, ela trabalhou 3 anos na feira de Artesanato da Praça Afonso Pena vendendo seu crochê.
     Certo dia, na feira da Praça Afonso Pena, ela conheceu uma senhora que foi falando de sua juventude num colégio de freiras e que lá aprendeu muitas coisas, inclusive uma pintura em tecido usando giz de cera. Resolveu ensinar a Vera aquela técnica que era usada para fazer capas de cadernos. "Fiz muitas capas de caderno, mas resolvi usar em panos de prato", lembra. "Mas os desenhos sumiam logo depois da primeira lavagem", comenta.
      Resolveu dar um tempo com a pintura de pano de prato com giz porque nada fixava os desenhos. Um dia, ganhou do marido um pano que tinha uma aplicação em tecido cujo desenho permanecia fixo. Pediu ao marido para perguntar à vendedora qual o produto que ela havia usado. Descobriu então, a termolina. "O produto era novo naquela época, uns 10 anos atrás", diz Vera. 
     Começou a usar a termolina e seus panos mantinham o desenho após as lavagens. "Eu esperava as 72 horas recomendadas pelo fabricante antes de lavar o tecido", afirma. No ano de 2008, acompanhou sua cunha Priscila Cunha no Programa Sabor de Vida e apresentou seu trabalho à produção do programa que a convidou para fazer um passo a passo. Desde então, Vera tem se tornado referência na pintura em tecido com giz de cera.
Panos pintados por Vera
     Em 2009 fez seu primeiro trabalho para a edição 14 da revista Pintura em Tecido e sempre participa das edições da revista que já está na edição 21. Seus trabalhos podem ser vistos na Revista Atelier na TV edição de aniversário 5 anos, Pintura em Tecido e outras. 
     Vera Cunha está participando das oficinas gratuitas de artesanato da ArtVale nos dias 21/8, 23/08 ,24, 27/08, onde você poderá conhecer melhor seu trabalho.


                                                                 e-mail  - veralucya42@hotmail.com
                                                                  fone:   - (12)3937-2013 e 8169-4585
                                                                                



2 comentários:

Rosângela Rocha disse...

Ola. Quando eu assisti a apresentação da Vera no programa Sabor de Vida, fiquei encantada com essa técnica. Pois sempre queria fazer pinturas em tecido mas sempre me achei não habil para essa técnica, apesar de fazer tantos outros trabalhos de artesanato. Pois amo artesanato desde novinha. Agora os meu panos de prato p/ uso pessoal e presntes são pintados com giz de cera. A proxima etapa é pintar as camisetas. Agradeço a Vera por compartilhar e ela mereçe muito sucesso sempre.
Abraços,

Anônimo disse...

Você merece tudo de bom!! Que DEUS te abençõe...Andréa.